12/05/2017

O ex-presidente José Airton Deco de Araújo, teria utilizado indevidamente os veículos do legislativo e promovido gastos suspeitos de combustíveis.

MP AJUIZOU AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONTRA EX-PRESIDENTE DA CÂMARA, JOSÉ AIRTON DECO DE ARAÚJO

A 4ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público, de Apucarana, ajuizou ação Civil Pública, contra o ex-presidente da Câmara de Apucarana, José Airton Deco de Araújo, por irregularidades com gastos de combustíveis e na utilização dos veículos oficiais do Legislativo Municipal nos anos de 2013 a 2016.

O Observatório Social de Apucarana, iniciou investigações que resultaram na descoberta de imprecisão, e desproporcionalidade dos gastos com combustíveis, feitos pelo legislativo apucaranense, em especial, os veículos oficiais, Cobalt placas AYE 2280 e Cobalt placas AYE 2281 que permaneciam, sem qualquer justificativa plausível, “à disposição da Presidência”, ou seja, destinados ao uso particular do então Presidente José Airton Deco de Araújo. Conforme o Canal 38 denunciou Deco, por diversas vezes, utilizando os veículos.

Segundo documentação apreendida na Câmara Municipal de Apucarana (PR) relativas aos gastos com abastecimentos dos veículos oficiais, foram analisadas pelo setor de Auditoria do Ministério Público, onde se verificou que os veículos oficiais Cobalt AYE-2280 e Cobalt AYE-2281, certa vez, permaneceram sob a responsabilidade do presidente, por, 442 dias.

E se não bastasse a ausência de transparência na descrição da finalidade pública no uso dos veículos oficiais, as investigações demonstraram ainda que durante o período em que os veículos estiveram à disposição do ex-presidente Deco, ainda, os gastos com o abastecimento destes veículos apresentaram estranhamente inconsistências, como, alteração considerável das médias de consumo, e segundo os recibos e notas ficais, os abastecimentos custeados pela Câmara Municipal, não correspondem a quilometragem “rodada” pelo veículo.

O ex-presidente José Airton Deco de Araújo, em depoimento ao Promotor Eduardo Cabrini, titular da 4ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público de Apucarana, confirmou a utilização particular dos veículos oficiais nos finais de semana, e disse ainda, “Na verdade quando eu assumi a presidência, já tinha essa cultura lá, o presidente sempre utilizou, tinha um carro oficial do presidente. Eu sou um dos que mais usou o carro, assim tinham três ou quatro carros lá” confessou.

A promotoria ajuizou ação Civil Pública contra o ex-presidente José Airton Deco de Araújo, pelo prejuízo causado ao erário público municipal e que o vereador também atentou contra os princípios da Administração Pública, entre eles, da impessoalidade, moralidade e honestidade, inerentes ao exercício da função pública em detrimento do interesse público, configurando a prática de Ato de Improbidade Administrativa.

Outro flagrante do uso indevido do veículo oficial da Câmara Municipal de Apucarana, o veículo oficial Astra Sedan, placas ABU 0338 de Apucarana na sede da UNIMED na cidade de Maringá (PR), com Marcos Kuniczki servidor público da Câmara Municipal na época dos fatos, ele confessou a promotoria que estava realizando serviço particular em benefício do ex-presidente.

A reportagem procurou o vereador José Airton Deco de Araújo, mas até o momento da publicação da reportagem, não obtivemos retorno.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.
  1. é o tempo começa a mostrar as coisas…. não me surpreendo com essa noticia do Deco, afinal largar essa teta é dificil..é viciante…mas vamos esperar que ele tbm seja punido exemplarmente feito o Alcides Ramos …não seria justo?

  2. Ele só ganhou a eleição porque os eleitores dele acha que ele é crente.

    O povo precisa acordar pra vida.

  3. O Deco sempre ia com o carro da Câmara Municipal pegando mercadorias num mercado ali na avenida Aviação e levando para o seu barracão para poder fazer festas.
    As pessoas convidadas para fazer suas festas com reunião, ele mesmo buscava e trazia de volta pra casa.
    Gostaria que a Justiça tivesse acesso as imagens do Posto pegar estas cenas.
    Eu sempre achei um cumulo isso.
    Eu hoje sou mais ligeiro, estou preparado pra mostrar a corrupção.
    Vou começar a filmar e fotografar e mandar as imagens para o Canal 38.
    Pois que os vereador que fiquem esperto, pois já tenho denúncias do Presidente da Casa de Leis, pois prefiro entregar para a RTV Canal 38 do que entregar para o Observatório.

  4. Quem tinha que vir pra cá era o gaeco de Londrina tenho certeza que vários deles iam pra lá como aconteceu em Arapongas esse rolo de carro é o menor de todos

  5. Boa noite amigos ele também usava muito o cobalt pra trazer a filha dele no Sesi onde a mesma estudava deco casa caiu e eu di quero limpar o terreno não vai sobrar nada

  6. Ele usava o Raspinha para fazer cobranças, já presenciei duas vezes quando abastecia o carro lá no posto aviação.
    Ele cobrava o aluguel de uma casa de salgados e um salão de festa.
    Acho que foi de lá que surgiu está denúncia Macarrão, pois lá tem sistema de câmeras do lado de dentro e do lado de fora que dá acesso a todas as salas vizinha e da rua com os carros estacionado.
    O Raspinha também tem um restaurante ali do lado que usa a sala do Deco.
    Pois ele tocava o restaurante para servir seus clientes sempre em horário de trabalho com o carro da Câmara.
    Ai está formando um quebra cabeça.
    Será que o Observatório Social sabia de tudo isso também???

  7. O Deco usava também um assessor dele que usava o carro da Câmara Municipal em horário de trabalho para fazer cobranças dos aluguéis dos imóveis que ele tem.
    Está denúncia também já caiu em público no Observatório Social com testemunhas e videos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *