13/09/2017

Espécie conhecida como Falsa Murta é hospedeira de inseto transmissor de praga responsável por devastação de plantas cítricas. Abate é determinado por lei estadual.

Apucarana vai erradicar árvore que prejudica a citricultura

A Secretaria da Agricultura de Apucarana deu início a um levantamento que visa cadastrar e erradicar todas as árvores da espécie Falsa Murta dentro dos limites do município. A planta, originária de países como China, Índia, Austrália e ilhas do Pacífico, também é conhecida como Jasmim Laranjeira ou Dama da Noite e difundiu-se no Brasil como arborização urbana e também na jardinagem, como a formação de cercas vivas. “O problema é que ela é hospedeira do inseto vetor Psilídeo, transmissor da praga denominada “greening”, altamente devastadora de plantas cítricas como laranjais, pés de limão, poncã, mexerica, entre outras”, explica José Luiz Porto, secretário Municipal da Agricultura.

A erradicação segue termos de Lei Estadual (nº 15.953/2008) e também Municipal (nº 250/2010), que orientam a prática do abate. “Estabelecemos um prazo de 60 dias, onde necessitamos que a população nos ajude a identificar os locais onde estas árvores estão localizadas, repassando à prefeitura o endereço para que um técnico da secretaria possa fazer o cadastro para posterior abate e plantio de uma nova árvore, ou seja, a substituição”, explicou Porto. Ele frisa que nenhum abate deve ser feito sem o aval da prefeitura.

A medida deve proteger as plantações de frutas cítricas em Apucarana. “Há muito tempo não estamos conseguindo ter citros. A pessoa planta e dentro de dois anos a árvore amarela e morre. Por isso é importante que a população fique alerta a esta campanha de conscientização e erradicação da Falsa Murta, que abrange tanto o perímetro urbano quanto rural”, reforça o secretário da Agricultura.

A doença “greening” é causada pela bactéria que se instala logo debaixo da casca dos citros, afetando o sistema vascular da planta que transporta a seiva elaborada pelas folhas por intermédio da fotossíntese. Após infecção, os sintomas aparecem em um ramo, galho ou folhas, provocando amarelecimento das folhas (como se faltasse nitrogênio) e gerando frutos menores de polpa assimétrica, que caem com facilidade. “A pessoa que identificar a presença de uma Falsa Murta em sua residência, sítio, chácara, ou bairro, deve entrar em contato com a Secretaria da Agricultura da Prefeitura de Apucarana pelo telefone 3423-5020, que um técnico vai até o local confirmar o diagnóstico e efetuar o devido cadastro da árvore para posterior abate e substituição”, finaliza José Luiz Porto.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.
  1. Fico me perguntando tá do passei em um concurso não fui chamado…Estou desempregado cara limpa..Agora o cidadão toca o terror e ainda tem um cargo na prefeitura….
    Pode isso arnaldo….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *