21/02/2018

O ex-prefeito de Cambira, Sidney Bellini, que é acusado de ter abusado de diversas meninas, continua preso, no mini presídio de Apucarana.

Ele foi preso em sua casa, uma mansão que fica em frente à Prefeitura de Cambira, no dia 15 de dezembro de 2017. Ele está preso em uma cela, onde divide espaço com outros 29 acusados de crimes sexuais, no local com capacidade para vinte detentos.

O pedido dos advogados em manter o político em uma cela separada, não foi atendido, já que Bellini não tem curso superior. Ele está sendo acusado de estupro de vulnerável, e se condenado, pode pegar de oito a quinze anos de prisão para cada crime cometido.

Segundo a investigação policial, ele pagou R$ 50,00 a duas adolescentes para um programa sexual. A polícia chegou no caso porque a mãe da adolescente de 13 anos, emprestou o celular para a filho, porque o aparelho da garota estava com defeito. Um dia depois do encontro, o ex-prefeito começou a mandar mensagens para aquele número, e quem leu foi justamente a mãe da adolescente.

A mulher então começou a se passar pela filha, trocando mensagens com ele, e ai acabou descobrindo tudo. Nas mensagens a adolescente pede para levar uma amiga para o encontro, e ele pergunta se a outra garota iria namorar junto com eles. Na sequência ele demonstra medo, e questiona se a amiga não “iria abrir o bico”. Para não levantar suspeitas Sidney Bellini, teria levado as adolescentes, em um motel em Mandaguari, localizado na PR-444, a 23 km de Cambira.

O circuito de segurança do motel é possível ver o carro do ex-prefeito entrando, por volta das 14h. Uma hora e meia depois, o carro sai. As imagens também são provas do crime, já que os relatos das adolescestes não deixam dúvida.

A menina de 13 anos fez exames no Instituto Médico-legal (IML) de Apucarana, que comprovou o ato sexual. A polícia espera por um laudo que vai apontar ou não, se o material genético coletado na garota é do acusado.

Segundo o delegado chefe da 17ª SDP de Apucarana, Drº José Aparecido Jacovós, após a prisão de Bellini, várias denúncias foram feitas. “A polícia vai investigar todas as denúncias que nos recebermos. Duas adolescentes já confirmaram, e ainda estamos ouvindo outras pessoas, a polícia irá fazer uma investigação de todas as denúncias que aparecerem se houverem outras vítimas, ele responderá na forma da lei os crimes eventualmente cometidos. Ele é um maníaco sexual, transvestido de bom mocinho”, disse o delegado.

Sidney Bellini foi prefeito em Cambira entre os anos de 1993 a 1996, e depois de 2001 a 2004. Ele também foi secretário de administração, no mandato da esposa dele, Neuza Bellini. Ele ficou inelegível por compra de votos, e quando recuperou os direitos políticos, foi de joelhos agradecer na porta da igreja matriz de Cambira.

A prisão de Bellini que já é até avô, causou espanto na cidade de 7.000 habitantes, o assunto não é outro pelas ruas da cidade.

Agora a cidade de Cambira volta à cena com o estupro de outra menina de 13 anos, por um Bispo na cidade de Jandaia do Sul, veja matéria.

Bispo evangélico é suspeito de estuprar menina de 14 anos e ameaçar família de morte

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *