11/07/2018

Atualmente, metade do material recolhido pela Cooperativa dos Catadores de Apucarana (Cocap) acaba indo para o aterro sanitário.

Com o objetivo de melhorar a eficiência na coleta do lixo reciclável, a Cocap e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente lançarão uma campanha nesta sexta-feira (13/07), às 14 horas,  no Complexo Esportivo José Antônio Basso (Lagoão).

O ato, que acontecerá em frente ao ginásio de esportes, contará com tendas das entidades parceiras da campanha. “A Unespar levará informações sobre economia doméstica e o Colégio Agrícola repassará orientações sobre a correta reciclagem dos materiais, compostagem orgânica e utilização de óleo de fritura para biocombustível. Já o Sesc estará presente com testes rápidos de saúde e sua estrutura de entretenimento”, cita Antônio Roberto Nogueira, gestor da cooperativa.

A iniciativa vai distribuir gratuitamente as chamadas “sacolas retornáveis”, confeccionadas pelos próprios cooperados, que servirão para auxiliar no manejo correto dos materiais. “São sacolas grandes de 100 litros, feitas de um material muito resistente. O morador colocará todos os recicláveis que gerar durante a semana nesta sacola e nossa equipe vai colocar tudo do caminhão, devolvendo a sacola ao morador”, explica Nogueira.

“Recolhemos entre 200 e 250 toneladas de lixo reciclável por mês. No entanto, metade desse volume não pode ser reciclado porque vem misturado a lixo orgânico e, por isso, precisa ser descartado. Com a campanha, nossa meta é zerar este índice de materiais recicláveis que não podem ser utilizados”, completa Nogueira.

O projeto vai ser iniciado em regime experimental na Vila São Carlos, região oeste da cidade, próximo ao Lagoão. Moradores das proximidades receberão as sacolas, feitas de material resistente e que tem vida útil estimada em 12 meses. “As sacolas são feitas dentro da própria cooperativa, com material recolhido por nós mesmos. A ideia é que as pessoas coloquem os recicláveis dentro e deixem a sacola em seus portões, no dia da coleta seletiva. Os materiais serão recolhidos, mas a sacola fica para o morador, que a reutiliza”, reforça Antônio.
Paralelo a isso, informações serão disponibilizadas para a população, para que as pessoas saibam a maneira correta de descartar o lixo reciclável. Medidas simples, como passar uma água nas latas e embalagens antes do descarte garantem mais eficiência na coleta.

“Acreditamos que, futuramente, o volume de recicláveis arrecadado deva subir. Mas o objetivo inicial não é este, mas sim melhorar a qualidade do que é recolhido”, conta o gestor da Cocap.
Futuramente, as sacolas reutilizáveis deverão ser disponibilizadas para toda a população. “Iremos abrir um cadastro para os interessados, que poderão se inscrever para que possamos confeccionar os materiais. Estamos também buscando parceiros nesta empreitada, para reduzir nossos custos de produção futuros. O interessante é que, com esta iniciativa, uma nova linha de produção foi criada dentro da Cocap, gerando mais emprego”, ressalta Antônio.

ATRAVESSADORES – Além de melhorar a eficiência da coleta seletiva, a campanha buscará também inibir a ação de atravessadores. “Recebemos diariamente a reclamação de moradores, relatando que atravessadores passam na frente e pegam o lixo. São pessoas descompromissadas, que pegam somente o que interessa e deixam o resto espalhado”, lamenta Nogueira.

De acordo com ele, os sacolões conterão a informação de que são de uso exclusivo da Cocap. “Ao mesmo tempo, estaremos instruindo os moradores para que tirem foto da ação dos atravessadores, registrando o número da placa, para que a Cocap possa acionar judicialmente”, observa o gestor da Cocap.

Fonte: Com informações assessoria de imprensa e Jornal Tribuna do Norte.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *