07/12/2018

Agricultores com dívidas no Programa Nacional de Crédito Fundiário têm até o dia 28 de dezembro para regularizar a situação com desconto.

O acerto de dívidas de crédito rural foi autorizado pela Lei Federal 13.340/2016, que estabeleceu o prazo para quitação. Elas incluem os financiamentos dos Programas Banco da Terra e Crédito Fundiário (PNCF). Com isso, os agricultores beneficiários desses programas e que estavam inadimplentes em 31 de dezembro de 2017, inscritos na Dívida Ativa da União, podem quitar seu financiamento.

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento é responsável pela execução do programa no Paraná. Desde 2015, segundo informações do Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável (Deagro), o Programa Nacional de Crédito Fundiário liberou R$26,6 milhões na aquisição de 1975 hectares para 332 famílias no estado.

DESCONTOS – Os descontos para pessoas físicas vão de 60% a 95%, de acordo com o valor inscrito na Dívida Ativa da União. Para os contratos de pessoa jurídica, como associações e cooperativas, o desconto é de 85%. Para saber se o financiamento está inscrito na Dívida Ativa da União, os produtores devem consultar, com o número do CPF ou CNPJ, a lista de devedores no link www2.pgfn.fazenda.gov.br/ecac/contribuinte/devedores/listaDevedores.jsf

APROVEITAR – O engenheiro agrônomo e coordenador do programa na Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, Márcio da Silva, reforça que os produtores devem aproveitar a oportunidade. “É uma chance desses beneficiários regularizarem a vida financeira com o Programa. Caso não o façam, podem estar sujeitos a penalidades, como dificuldade de acesso a novos créditos. Os escritórios da Emater e sindicatos de trabalhadores rurais são pontos de apoio nos municípios para que os produtores tirem suas dúvidas”, explica.

O processo de quitação pode ser realizado presencialmente, nas Seccionais da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, no setor de DAU, ou pela internet, neste link , onde o produtor deve cadastrar as informações solicitadas e procurar um agente financeiro para efetuar o pagamento do boleto.

PROGRAMA – O Programa Nacional de Crédito Fundiário, que financia a compra de terra para trabalhadores rurais sem-terra ou com pouca tera, foi retomado em todo o País neste ano. Ele estava suspenso desde abril do ano passado, passou por adequação de suas normas e retornou com aumento no teto de financiamento para ampliar o número de famílias atendidas.

A expectativa é atender entre 350 a 400 contratos no Estado, a partir do ano que vem.

Confira AQUI a tabela dos descontos para pessoas físicas , de acordo com o valor inscrito na DAU.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *