17/06/2014

A Sanepar encaminhou à Câmara, um ofício respondendo o projeto de lei de autoria da vereadora Aurita Bertoli (PT) que pretende obrigar a empresa fornecer caixas d’água para famílias carentes de Apucarana.

No documento, a Sanepar classificou o projeto da líder do prefeito como assistencialismo político. Segundo o ofício, a Sanepar limita seus serviços ao hidrômetro das residências, não sendo permitido portanto aos seus funcionários, adentrar aos imóveis para instalação de caixas d’água. A empresa garante que o projeto é inconstitucional e vai preterir algumas famílias em detrimento de outras.

Ainda de acordo com a resposta, a diretoria da empresa busca junto à Caixa Econômica a aprovação de uma linha de crédito para financiamentos de baixo custo para famílias carentes instalar rede de esgoto e caixa d’água em suas residências. “Se o projeto de Apucarana for aprovado ele pode atrapalhar essa negociação com a Caixa, que tem por finalidade beneficiar milhares de famílias em todo o Paraná” garante o gerente regional Rui Mendes Junior.

A vereadora Aurita Bertoli não gostou da resposta e disse que as respostas da Sanepar são um “monte de besteiras”. Bertoli disse ainda que pelo menos três vereadores estão se deixando levar pelos argumentos da Sanepar, alguns deles classificados pela vereadora como mentiras. Reportagem Márcio Gomes.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *