19/06/2014

Iniciou a cobertura de ruas em paralelepípedos do centro de Apucarana com massa a asfáltica CBUQ, (Concreto Betuminoso Usinado a Quente).

A construtora Tapalam aplicou a massa em duas quadras da rua Bandeirantes, entre as ruas Talita Bresolin e Clóvis da Fonseca. Ao todo são seis trechos de ruas em paralelepípedos a receber a cobertura na área central. O investimento de R$ 240 mil é de recursos próprios do município. “O projeto é fazer a ampliação do centro tornando estas ruas em melhores condições de serem utilizadas pelos veículos, e novas áreas de estacionamento”, explicou o prefeito Beto Preto.

Os trechos em que o calçamento com paralelepípedos serão substituídos por asfalto incluem a Rua Bandeirantes, no trecho entre a Professor João Cândido e Renê Camargo; e no trecho entre a Renê Camargo e a Clóvis da Fonseca. Também serão contemplados o trecho da Clóvis da Fonseca, entre a Gastão Vidigal e a Nagib Daher; Rua Osvaldo Cruz, entre a Clotário Portugal e a Munhoz da Rocha; Rua Osório Ribas de Paula, entre a Clotário Portugal e a Munhoz da Rocha; e Rua São Jerônimo (Barra Funda), entre a Avenida Curitiba e Munhoz da Rocha.

“São ruas com calçamento antigo. A Bandeirantes, por exemplo, é uma das primeiras ruas centrais, os moradores e motoristas pediam esta cobertura em asfalto há muitos anos”, lembrou o prefeito.

A nova condição da rua Bandeirantes vai favorecer o deslocamento de veículos, e receber maior fluxo de trânsito proveniente das ruas Ouro Branco e Professor João Cândido Ferreira. Pode, assim, desafogar as ruas Nagib Daher e Gastão Vidigal. “Os motoristas que passavam por aqui sempre reclamavam, assim como os moradores porque poderia danificar os carros. Agora mudou muito, está um tapete”, disse a comerciante Tatiane Vitorino.

Beto Preto anunciou, ainda, que também vai ser aplicada a massa asfáltica na rua São Salvador, no núcleo Tancredo Neves. “O paralelepípedo lá está soltando muito. Vamos fazer porque lá a prioridade é gerar segurança no trânsito; já aqui é ampliar o centro”, afirmou ontem o prefeito quando visitava a obra. “Faço questão de estar nas obras todos os dias, para ter certeza que o serviço é de qualidade e o dinheiro dos cidadãos está sendo bem aplicado”, conclui.

Para a comerciante Marisa Valentim de Souza as ruas em paralelepípedo no centro precisam acabar. “Esses pedras se soltam, danificam os carros, provocam acidentes, e são ruins para passar. Agora melhorou e ajuda a valorizar os imóveis”, observa Marisa de Souza.

A aplicação da massa asfáltica nas ruas vai ser retomada nesta sexta-feira. Com o material utilizado a interdição é temporária, e o trânsito é liberado logo após a conclusão do serviço.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *