20/06/2014

A Ferroeste voltou a operar na madrugada da quarta-feira (18/06) depois de ficar parada devido à queda de barreiras ocasionadas pelas chuvas.

Com trabalhos ininterruptos, depois de oito dias, a linha foi liberada pelos funcionários da empresa já na quarta-feira (17), às 16h40. Equipes da Ferroeste removeram um total de nove barreiras que haviam caído sobre os trilhos, interviram em dois deslocamentos de via permanente e refizeram também parte de um de aterro. A recuperação do aterro, no Km 87, entre os municípios de Goioxim e Cantagalo, era a situação mais crítica, pois havia sofrido um rebaixamento.

Durante toda a operação, houve grande dificuldade de se chegar com as equipes e equipamentos onde ocorreram as emergências. Além da ferrovia, parte das rodovias que davam acesso aos locais também estavam interditadas.

Para recuperar os trechos afetados, foram utilizadas uma escavadeira e duas retroescavadeiras. Ao todo, vinte e um funcionários trabalharam para restabelecer o tráfego na ferrovia, inclusive em turnos de 24 horas.

Ferroeste. Cascavel a Guarapuava. Guaraniaçu

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *