25/06/2014

Após 120 dias de tratativas que contaram com a intermediação do prefeito Beto Preto (PT), o presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR), desembargador Altino Pedrozo dos Santos, esteve em Apucarana nesta quarta-feira (25/06) para conhecer o terreno que está sendo cedido à União, pela Prefeitura de Apucarana, para que possa abrigar a sede própria do fórum trabalhista do município.

Localizado na Avenida Central do Paraná, em área da antiga Estação Ferroviária do Jardim América, o terreno mede 5.000,21 metros quadrados e, na visão do desembargador, é mais do que suficiente para que o TRT edificar um prédio para acomodar as duas varas hoje existentes e expandir futuramente sua área construída.

“Quero parabenizar a comunidade apucaranense, prefeito, vereadores, colegas magistrados, pela união para que o fórum trabalhista tenha seu prédio próprio, o qual queremos iniciar o mais rápido possível. Temos um projeto já em andamento e recursos não serão problema”, disse Santos. Segundo ele, o tamanho do prédio e o montante a ser investido em Apucarana ainda não são possíveis de mensurar. “Somente após a conclusão do projeto poderemos dimensionar”, pontuou.

O projeto de lei municipal solicitando aprovação da cessão do terreno à União já foi assinado pelo prefeito Beto Preto (PT) e recebido pelo presidente da Câmara Municipal, vereador José Airton Deco de Araújo, que anunciou que vai colocar a matéria em votação ainda nesta semana em sessões extraordinárias. “Não tenho dúvidas de que vai ser aprovado de forma unânime”, disse Deco. Pela legislação, o TRT terá um ano para iniciar e dois anos para concluir a construção.

Segundo o prefeito, a sede própria do fórum trabalhista vai ser edificada em uma área que já começa a se configurar em centro administrativo. “O terreno fica em local estratégico, perto de quem precisa, e ao lado de onde já está edificado o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), e em breve serão construídas as sedes do Instituto Emater e do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região”, detalhou Beto Preto, destacando a rapidez no andamento dos trâmites. “Há 120 dias iniciamos as conversas em Curitiba. Quero agradecer na pessoa do desembargador a toda equipe do TRT e da todos os profissionais da prefeitura envolvidos na viabilização deste projeto, que vem caminhado de maneira rápida e séria”, concluiu.

O atual presidente do Fórum Trabalhista de Apucarana, Dr. Maurício Mazur, destacou a dimensão da área que prevê a ampliação física. “Com a conquista deste terreno damos um passo muito importante para atendermos a uma antiga demanda da cidade e região, com possibilidade de ampliarmos com a instalação de uma terceira vara”, assinalou. Outra possibilidade será a regionalização do fórum com a conquista de uma Escola Judiciária para a unidade.

Durante a visita a Apucarana, o desembargador manteve ainda reunião com servidores do Judiciário, advogados, com os juízes da 1ª Vara do Trabalho de Apucarana, Carlos Augusto Penteado Conte, e da 2ª Vara, Maurício Mazur, além do presidente da Subseção da OAB de Apucarana, Adriano Moreira Gameiro.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *