27/06/2014

Polícia também confirmou a identificação da vítima que foi esquartejada; reconhecimento foi feito pela arcada dentária.

Reprodução/Facebook

A Polícia Civil de Campo Mourão confirmou durante entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (26) que o suspeito do assassinato de Tatiane Jezualdo, 24 anos, filmou ameaças com um aparelho celular antes de matar e esquartejar a vítima.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marino Marcelo de Oliveira, o vídeo, encontrado no celular do acusado, foi feito 30 minutos após a jovem aceitar uma carona no veículo que era dirigido por Anderson de Oliveira, 28 anos, que trabalha na mesma empresa que Tatiane.

Segundo o delegado, Anderson filmou os seios e a calcinha da vítima enquanto a ameaçava. Durante o vídeo, a Tatiane pede para não ser morta. “Não há mais dúvida quanto a autoria do crime. No entanto, a motivação ainda é desconhecida já que eles não tinham contato social, apenas trabalhavam na mesma empresa em diferentes setores, o que explica a atitude de aceitar a carona”, avaliou.

Durante a coletiva, o delegado confirmou a identificação da vítima, que foi esquartejada. O reconhecimento foi feito pela arcada dentária da cabeça encontrada durante as buscas pela região. No entanto, a polícia ainda aguarda a conclusão de exames de DNA para concluir o caso. Fonte Bonde News.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *