14/01/2019

Agentes de endemias da Autarquia Municipal de Saúde visitaram cerca de 100 residências, numa ação de vai se repetir nos dois próximos finais de semana.

Numa ação marcada pela boa receptividade dos moradores, a Autarquia Municipal de Saúde (AMS) realizou no último sábado visita à residências de diversos bairros, num trabalho de prevenção da dengue. A atuação dos agentes de endemias no final de semana, que vai acontecer em três sábados consecutivos, é voltada principalmente para o chamado “trabalho de recuperação”, que consiste no retorno nas casas encontradas fechadas dentro do cronograma de vistorias que realizaram de segunda a sexta-feira.

Conforme levantamento divulgado pela Divisão de Controle de Endemias da AMS, a ação de sábado vistoriou cerca de 100 casas das regiões Jardim Independência, Jardim Nossa Senhora de Lourdes, Jardim São Pedro, Jardim Eldorado, Vila Formosa e proximidades Estádio Municipal Olímpio Barreto.

“De cada dez casas vistoriadas, foram encontrados focos do mosquito em dengue em três. Os moradores receberam orientações sobre como manter o seu quintal sem ambientes propícios à criação do Aedes aegypti, o transmissor da dengue e de outras doenças como a Zika e a Chikungunya”, alerta o diretor de Divisão de Endemias da AMS, Mauro de Aguiar.

Um dos fatores que vem chamando a atenção dos agentes de endemias é a grande quantidade de tambores e caixas para coleta da água da chuva com foco do Aedes aegypti. “Este locais de armazenamento de água, que variam de 50 litros e 1,5 mil litros, estão entre os maiores responsáveis pela proliferação das larvas do mosquito da dengue no município”, informa Mauro de Aguiar.

No próximo sábado (19), a ação de prevenção da dengue vai abranger os bairros da região da Vila Regina e Vila Apucaraninha. A que vai acontecer no sábado subseqüente (26) não tem os locais ainda definidos.

“A exemplo do que aconteceu no último sábado, contamos com a colaboração dos moradores desses dois bairros, facilitando o acesso dos nossos agentes em suas residências. O trabalho que realizam é muito importante para mantermos nosso município livre da dengue”, conclama Mauro Aguiar.

O prefeito em exercício, Junior da Femac, faz um apelo para que a população some forças com a ação do poder público para realizar um efetivo trabalho de prevenção e combate à dengue. “Vistoriem suas casas regularmente para eliminar qualquer recipiente que possa acumular água, que é o ambiente propício para o foco de larvas do Aedes aegypti”, pede Junior da Femac.

Dentro da atual ciclo epidemiológico da dengue, iniciado em agosto de 2018, Apucarana não registrou nenhuma caso da dengue. No mesmo período foram 59 notificações, com 17 resultados negativos, 2 inconclusivos, 30 à espera de resultado e 10 pessoas se recusaram a fazer o exame.
O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRA), realizado em novembro, apontou um índice de infestação de 1,9% em Apucarana.

O que achou desta notícia ? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *